terça-feira, 28 de março de 2017

A justiça é lenta e esta velha

     Últimas noticias sobre minha medicação. Como já frisei no blog é impressionante como quem trabalha honestamente no Brasil tem seus direitos jogados em uma bacia de cobras, aqueles que tiverem a coragem de enfrentar os problemas, se desgastarem fisicamente e emocionalmente vão alcançar o que de direito deveria ser entregue ao povo sem tanta burocracia.
   Como devem saber o processo para solicitar uma medicação no alto custo que não entra no rol de distribuição do governo é muito lento
Passo a passo da ignorância para com o povo honesto
 1º Faça uma visita a Divisão Regional de Saúde da sua cidade, veja o que é necessário para solicitar algo.
 2º Você procurará todos os documentos necessários, solicitará laudos aos médicos especialistas, montará uma pasta contendo tudo o que foi requisitado e voltara ao primeiro passo.
3º Vá até a Divisão Regional novamente, mas desta vez munido de tudo que foi solicitado. Eles analisam os papéis e se algum documento estiver faltando você retornará ao segundo passo. (Procure os documentos novamente)
 4º Essa é a parte mais engraçada de tudo que você já fez nos requisitos anteriores. Ao retornar para Divisão Regional, o atendente que não terá nada a ver com o tramite necessário para o inicio dessa caminhada terá como procedimento te dizer o seguinte, “devido esta medicação não fazer parte do rol público de medicações que são distribuídas gratuitamente, esse processo inicial será negado e o requerente terá que entrar judicialmente para ansiar o remédio”. (Por isso é muito importante, não desconte sua raiva em quem não tem nada a ver com isso, ele trabalha lá e não faz as regras)
 5º Quando o pedido for devidamente negado, você será comunicado e terá que retornar a divisão para pegar a documentação e a partir daí terá que procurar um advogado e dar entrada judicialmente.
 6º O estado inventará mil e umas formas de recorrer para não comprar a medicação, mesmo com a liminar do juiz concedida. No meu caso tive que percorrer todo o caminho desde o primeiro e neste exato momento minha família, meus amigos e eu aguardamos uma pericia médica dia 20 de abril, que com a graça de Deus será a ultima forma de desculpa para a compra do remédio. O médico especialista avaliará meus sintomas e autorizara a compra do remédio. (Acho que tudo que foi solicitado até agora, os laudos médicos já entregues, exames efetuados, comprovação da patologia não serviram de nada. Será que o governo acha mesmo que eu gostaria de entrar nessa brincadeira?)



A justiça é estranha. É lenta, esta velha e favorece quem não presta com agilidade!
Postar um comentário