terça-feira, 16 de setembro de 2014

(...)dormi durante uma hora e meia e nos outros trinta minutos tive uma ereção

Bom dia
Após ser internado para fins de estabilizar a EM estou me sentindo melhor, entre tanto mais limitado, não estou tendo muito disposição para andar três quarteirões ou ficar muito tempo de pé.
                O fato de estar sendo dependente das pessoas para realizar obrigações simples me deixa a incrível sensação de ser um estorvo, um peso morto, alguém que depende necessariamente da boa vontade dos outros, a única pessoa que não causa esse sentimento é minha mãe (sei que com ela posso contar em qualquer momento). Na verdade não gosto desses tipos de pensamentos pairando sobre minha cabeça, então não penso, mas penso, oque não elimina o fato de ser.
                Para descontrair semana passada fiz novamente ressonância para acompanhar a evolução da minha amiguinha, o fato é que durante o exame dormi durante uma hora e meia e nos outros trinta minutos tive uma ereção (ainda bem que acabou antes da moça aplicar o contraste).

“Ninguém precisa ser forte todo o tempo, as pessoas não devem acostumar com sua fortaleza, chorar deve ser um hábito”
Postar um comentário