domingo, 27 de novembro de 2016

Novas drogas

Boa noite
Como havia dito o meu tratamento mudará da água para o vinho, sendo assim vou contar mais ou menos como ocorrerá, qual o medicamento que vou usar e quando ele for iniciado tentarei tirar algum aprendizado para relatar aqui pra vocês. (Acho que vai dar pra espremer boas coisas)
Após receber a notícia da evolução da doença, fiquei emotivo e demorei um pouco para digerir tudo, relatarei mais ou menos o que a Dra. me explicou. Minha nova droga se chama Lemtrada®, no Brasil poucos pacientes fazem o uso dela, na minha cidade serei o primeiro. Essa medicação não faz parte do rol de tratamentos disponíveis no auto custo, desta forma fica claro que todo aquele tramite e o processo por via judicial esta em andamento. (Não sei qual será a resposta do juiz, só sei que estamos correndo contra o tempo, como já disse em outras postagens, a parte burra da sociedade é complicar o que deveria ser simples e deixar de ser simples o que deveria ser justo)
A nova medicação funciona quase que da mesma forma que os outros remédios, mas essa é um pouquinho mais forte. (Não iria ter graça se fosse fácil, não é mesmo?)
Já fiz uso no Interferon (Betaferon), Gilenya (Fingolimoide) e Natalizumab, as reações foram imperceptíveis com o passar dos anos. Não digo em relação ao meu físico, digo sobre os efeitos colaterais, dentre essas três a que eu eventualmente sentia decorrências após o uso é o Interferon, sintomas gripais, febre e outras coisinhas mais. (Óbvio que quando você toma medicamento para sarar alguma coisa errada no organismo, consequentemente você esta ferindo outra, principalmente com imunossupressores)
Vamos ao que interessa, esse novo tratamento para ser iniciado assim como qualquer outro deve-se realizar uma enxurradas  de exames, mas alguns efeitos do Lemtrada®  são distintos dos outros. Disse que não era tão fácil assim (lembra), mas não é impossível. Antes de tomar ele, terei de ficar 60 dias sem nem um outro tipo de medicamento no meu organismo, no caso o  Natalizumab. Farei pulso durante esses dois meses para não correr o risco de ter outro surto (Claro que não será 60 dias corridos tomando corticoide, mas 3 dias de cada mês).
Assim como a barba o cabelo também crescerá
 Após a primeira aplicação do Lemtrada, que será ministrado durante cinco dias, minha imunidade se esgotará completamente. (Lembro-me da medica dizendo, “é como uma quimioterapia o uso da mascara será obrigatório, o risco de contaminação com qualquer coisa é muito grande”). “Minha maior preocupação no momento era o cabelo cair, mas pensando bem ele cresce de novo, às vezes nem cairá”, enfim, após a primeira aplicação as coisas vão melhorar (Amém!?) minha imunidade voltará ao normal e reaplicarei o remédio após seis meses durante três dias. Este medicamento é aplicado apenas duas vezes no ano.
Pode parecer natural a forma como estou falando pra você sobre tudo isso, mas levei um tempinho pra me acostumar com as novas mudanças, afinal a vida é feita delas, não é mesmo?


               Obrigado mais uma vez por sua atenção, obrigado aos amigos e minha família que sempre estão ao meu lado e obrigado Deus.        
Postar um comentário