quinta-feira, 28 de julho de 2016

Quando as coisas são pra dar certo, tudo conspira a favor

Bom dia meus queridos leitores, peço desculpas mais vez por minha ausência. Como eu havia falado antes vou descrever como está meu tratamento com o Fampyra®.  
Quando as coisas são pra dar certo, tudo conspira a favor, não é verdade? Lembro-me que durante uma consulta com a médica em Marília, ela havia cogitado os benefícios dessa medicação para complementar o meu tratamento. Minha mãe e eu ficamos com isso na cabeça, voltamos a Prudente e durante outra consulta médica a doutora também cogitou o uso dessa mesma medicação. Concluímos que de fato ela poderia me trazer alguns benefícios.
Sem sombras de dúvidas trouxe. Houve uma melhora significativa, com ele consegui andar melhor me cansando menos, uso a bengala com pouca frequência e minha espasticidade das pernas aumentou. (Não vou saber explicar como o remédio age no organismo)
               Seu uso deve ser receitado pelo médico(a) e para ter resultados, é necessário algum tipo de atividade física ou fisioterapia acompanhado de alongamentos.
                            COMO FUNCIONA A PARTE BUROCRÁTICA?
               Primeiramente esta medicação não faz parte do SUS (Sistema Único de Saúde), a primeira vez que consegui a medicação foi por meio de doações de farmacêuticos através da médica. (Amostra grátis)
             
  Como devem concluir as amostras acabaram e o uso da medicação se fazia necessário já que ele só me trouxe benefícios. Tivemos que entrar com um pedido, através de uma receita acompanhada dos meus documentos, número do cartão do SUS. Logo sabíamos que este pedido seria negado. “Essa é a parte que eu teria que escrever entre parênteses, mas não vou”, o ser humano é capaz de tirar de quem precisa para engordar o próprio bolso, sabendo das necessidades dos outros porque fazem questão de roubar? O que quero dizer com isso? Essa é a parte burra da sociedade o problema apesar de estar concentrado no Brasil também se espalha pelo mundo inteiro. SE NÃO FOSSE ISSO, NÃO TERIA QUE PROVAR QUE SOU PORTADOR DA DOENÇA, ENTRAR COM LAUDOS MÉDICOS, EXAMES E O PIOR, RECURSOS JUDICIAIS PARA CONSEGUIR A MEDICAÇÃO PELO GOVERNO. (Obrigação do governo investir no povo)
               Enfim, primeiro procure orientações em sua cidade. Aqui em Presidente Prudente a solicitação deve ser iniciada na Divisão Regional de Saúde. Após a negação do pedido com auxilio de um advogado, entre com um processo requisitando a medicação por via judicial. Esse processo deve demorar alguns meses, creio que o meu durou quatro ou cinco. O juiz analisará tudo e determinará a sentença.
               RESULTADO DO MEU PROCESSO
Quando saiu a carta judicial autorizando a medicação o juiz estipulou uma data “x” para a medicação ser entregue, caso contrario seria aplicada multa de mil reais por dia. Adivinhem? Tã nã nã nã. Já estou na segunda caixa de remédios.

Ah! Ía me esquecendo a medicação custa em torno de R$650,00 R$1.300,00.
ps: Não ganhei nada do laboratório Biogen para fazer esse texto (só pra constar)
Postar um comentário