terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Saudades

Boa tarde, tudo bem?
Obrigado por mais uma vez permitir-me presente.

Você se lembra da última postagem feita? Citei uma “mocinha” que conheci durante a fisioterapia, hoje a postagem é mais uma vez sobre ela.

Sexta feira passada quando entrei na sala percebi que estava só eu, a fisioterapeuta e ela, a Lúcia (mocinha). Logo cumprimentei a todas e comecei pedalar. Notei que era um dia atípico, o silêncio predominava na sala estranhei, pois  geralmente ela conversa todo instante e fala sobre assuntos do cotidiano.
Após 15 minutos na bicicleta fui para cama alongar. Quando de repente ela pergunta pra fisioterapeuta. “Posso conversar agora? Terminei meus exercícios de respiração, não aguento mais ficar sem conversar”.
Estava explicado o silêncio na sala! Começamos a conversar e falar sobre a atual situação no Brasil, a epidemia de Dengue e tudo mais...
Falei que havia citado ela no meu blog e notei o quanto ficou contente.
- Quando você me ver na rua pode me chamar, eu tive um AVC ele me deixou cega de um dos olhos e o outro enxergo pouco. Só você me chamar de mocinha que vou saber quem é! Conheço sua voz.


“Lembrei muito da minha avó que faleceu há sete anos, perguntei-me como seria se ela ainda estivesse viva, se alguém teria a paciência e a simpatia que tive. Te amo vó Izabel”.
Postar um comentário